3 de dezembro de 2013 walacy

CEO Summit destaca desafios e qualidades do empreendedor

Bem Paraná – 03/12/13

Ser bem-sucedido, ter um negócio próprio que dê certo, criar perspectivas de crescimento em um cenário competitivo e engajar pessoas para um propósito. Esses são alguns questionamentos que rondam a cabeça daqueles que têm suas empresas ou sonham se tornar empreendedor num país de oportunidades e entraves. Durante o CEO Summit em Curitiba, encontro realizado pela EY, Endeavor e Sebrae, muitos fundadores contaram suas angústias, desafios e conquistas. A vida deles definitivamente não foi uma mar de rosas, mas eles tiraram dos espinhos lições e aprendizado. “Precisamos preparar a empresa para o crescimento e isso passa por treinamento, visão de longo prazo e vontade de fazer acontecer mesmo com nossos empecilhos, que envolvem tributos, dificuldades de infraestrutura e de competitividade”, afirmou o sócio líder da EY no Paraná, Claudio Camargo.

Da diferença à sinergia

Décio da Silva, presidente do Conselho de Administração da WEG, é filho de um dos fundadores da empresa e relembrou que a sinergia foi o segredo para o crescimento da WEG. “Eram habilidades e personalidades diferentes, mas que se complementavam. Para fazer sociedade, é preciso pensar mais do que para se casar. E ali teve química”. Silva também elencou o que considera as características do empreendedor. “É preciso ter ambição. Se você tiver metas medíocres, corre-se o risco de obtê-las”, brinca.

Metamorfose ambulante

Já o empresário Valério Gomes, presidente do empreendimento catarinense Pedra Branca, sempre disse ser uma pessoa longe dos padrões e foi ao “pensar fora do quadrado” que teve uma atitude visionária. Ele transformou uma antiga fazenda em um bairro sustentável. A ideia é que as pessoas residam, trabalhem, tenham acesso a lazer e serviços, tudo num só lugar. Tendo como um dos mentores o paranaense Jaime Lerner, ele vislumbra uma sociedade humanizada. “Estamos vivendo uma época em que as pessoas estão carentes do encontro pessoal e de uma mobilidade urbana adequada. São essas soluções que estamos oferecendo. Queremos que ali as pessoas morem, trabalhem e tenham acesso a serviços. Tudo a pé e de bicicleta”, ressalta.

Do limão, a limonada

Com muita dificuldade, filho de mãe costureira e pai motorista de caminhão, o curitibano Carlos Martins, fundador da Wizard e dono do grupo Multi, contou como hoje ele é líder mundial em escolas de inglês, com 3.500 unidades. Sem poder custear o curso de inglês, ele teve ajuda dos mórmons, aprendeu o idioma e foi estudar nos Estados Unidos. “De volta a Curitiba, aos 30 anos, consegui emprego e fui demitido seis meses depois. Comecei a dar aulinhas de inglês para colegas na minha casa para uma, duas, três turmas”. Foi assim a origem da Wizard. No entanto, com visão de longo alcance, ele sabia que não devia abrir apenas uma escola, mas uma rede, e criar a própria metodologia. Assim, nasceu o grupo Wizard.

Quem não arrisca, não petisca

O velho ditado é bem atual para Benjamin Quadros, presidente da BRQ, empresa pioneira na implantação da tecnologia Internet Banking no país. Com um emprego estável na IBM, ele saiu da empresa para assumir um projeto ousado do Unibanco com prazo determinado de durar um ano. “Foi uma decisão motivada por paixão e irracionalidade”. A aposta deu certo. Hoje, a BRQ possui 4 mil funcionários, fatura aproximadamente R$ 500 mil por ano e cresce à taxa média anual de 30%. Fundador no passado da e-bit, Quadros vendeu a empresa para o grupo Buscapé e confessa que poderia ter ganho mais se tivesse esperado. Mesmo assim, ele tira lições valiosas de todas as experiências.

Curtas

* A nova campanha “Seleção Previsul”, voltada aos corretores de todo o Brasil, deve movimentar as vendas nos próximos meses. A expectativa da seguradora é de um crescimento de 27% para os próximos cinco meses.

* Tecnoflex conquista selo FSC. Preocupada com o meio ambiente, a Tecnoflex, há 26 anos no mercado de móveis corporativos, conquistou recentemente o selo FSC Puro, o qual garante que a madeira utilizada em todo processo produtivo provém de manejo florestal sustentável.

* O Instituto GPA organiza, com o apoio da Fundação Grupo Casino, as jornadas da solidariedade e da partilha para oferecer às famílias brasileiras carentes um Natal mais feliz. O Instituto GPA prevê coletar 2 mil toneladas de alimentos de primeira necessidade que representarão o equivalente de 3 milhões de refeições.

Frase

“O maior castigo para aqueles que não se interessam por política, é que serão governados pelos que se interessam.”

(Arnold Toynbee)

Etiquetado como:

Autor do Post

walacy Publicitário, Profissional de Marketing especialista em Digital. Formações em Design Gráfico e em Artes Gráficas. Trabalha aliando design para web com o tripé do marketing digital (SEO, SEM e Inboud Marketing).

Entre em contato conosco!

Conheça todas as nossas unidades!